Amazonas Notícias

Urologia: Cresce em 26,7% o número de cirurgias feitas na Fundação Hospital Adriano Jorge

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM), por meio da Fundação Hospital Adriano Jorge (FHAJ), aumentou em 26,7% o número de cirurgias em pacientes da urologia entre janeiro a maio de 2023, em relação ao mesmo período do ano passado. Ao todo, foram realizadas 204 cirurgias na especialidade neste ano, em comparação com 161 procedimentos no ano de 2022.

Na área da urologia, a unidade realiza vários procedimentos cirúrgicos, como a ureterolitotripsia, técnica usada para o tratamento de cálculos ureterais. Essa intervenção cirúrgica é indicada para remover pedras que estão localizadas no ureter (canais que ligam os rins à bexiga), onde o procedimento desobstrui esse canal para que a urina possa ser eliminada naturalmente pelo corpo. 

Com o avanço deste serviço de atendimento, a fila de pacientes que aguardavam por cirurgias da urologia reduziu 55,5%. Ao todo, 800 pessoas aguardavam por cirurgias de urologia desde 2019. Atualmente, esse quantitativo está em 356 usuários.  

“Ao aumentar o número deste tipo de cirurgia especializada, a Fundação Hospital Adriano Jorge atende a uma demanda da sociedade que, muitas vezes, não tem acesso ao procedimento na rede privada. Com o apoio do Governo do Amazonas e da Secretaria de Saúde, estamos trabalhando todos os dias para aprimorar e ampliar os nossos serviços e fazer com que mais pessoas sejam atendidas”, disse o diretor-presidente da FHAJ, médico Ayllon Menezes.  

Mais avanços 

No mês de junho, a Fundação anunciou que zerou três filas em especialidades de cirúrgicas sendo elas; a reconstrução de ligamento cruzado anterior, troca de cateter Duplo J, (usado para manter a conexão entre o rim e a bexiga em caso de doenças envolvendo o sistema urinário) e cirurgia de mão.  

O Hospital Adriano Jorge, que existe desde 1953, atende pacientes da rede pública de saúde com 22 especialidades clínicas e cirúrgicas, que vão desde clínica geral até procedimentos complexos de cabeça e pescoço. Com 196 leitos ativos, o hospital também faz cirurgias ortopédicas, principalmente de vítimas de acidentes de trânsito.

A Fundação realiza cirurgias eletivas, que são os procedimentos cirúrgicos programados via Sistema Nacional de Regulação (Sisreg). Neste caso, os procedimentos cirúrgicos são realizados quando os pacientes são enviados de outros hospitais e SPAs. 

FOTO: Daniel Jordano/ FHAJ 

Relacioandos