As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Veja quatro dicas para comprar imóveis mais baratos

Um sonho bastante comum dos brasileiros é a compra da casa própria. No entanto, atingir essa meta é um processo que demanda um bom investimento, além de que os preços e o poder de compra são sempre impactados pela economia do país. Por causa disso, as pessoas buscam, cada vez mais, alternativas para encontrar imóveis mais baratos, mas que, ao mesmo tempo, atendam às suas expectativas e necessidades.

A seguir, o leiloeiro Antonio Sato, da Sato Leilões apresenta dicas essenciais para quem deseja adquirir uma casa ou apartamento bem mais em conta! Ele diz:

1. Faça boas pesquisas de imóveis mais baratos

Para encontrar um imóvel mais barato é preciso ter paciência e tempo para pesquisar muito, antes de tomar qualquer decisão. Felizmente, com o advento da internet, esse processo ficou muito mais fácil, por meio dos mecanismos de busca e portais especializados de anúncios de imóveis. Assim, é possível ver centenas de opções e visitar, de fato, apenas aquelas que atendam melhor ao seu perfil.

2. Considere os custos extras

Às vezes, um imóvel pode estar com um preço excelente à primeira vista, mas, analisando mais a fundo, você poderá perceber que será necessário arcar com taxas altas de condomínio e IPTU, por exemplo. O mesmo pode acontecer com construções mais antigas que, embora costumem ser mais baratas, dependendo de seu estado de conservação, é preciso gastar mais com reformas e manutenções. Sendo assim, é fundamental considerar todos os custos extras que envolvem a compra, além de fazer uma avaliação profunda da estrutura do imóvel.

3. Evite se precipitar

É natural se precipitar quando há muita ansiedade envolvida no processo! Contudo, você precisa se lembrar que a compra de um imóvel envolve um alto investimento e que, por isso, é fundamental que haja um bom planejamento e muita cautela na hora da decisão. Além de avaliar todos os detalhes do que cada imóvel oferece, é importante, também, compará-los para definir qual tem a melhor oportunidade de compra.

4. Fique atento aos leilões

Essa é uma das dicas mais eficientes na hora encontrar imóveis mais baratos. Nos leilões, geralmente, há opções em excelente estado e com preços bem menores do que os praticados no mercado. Basicamente, no leilão, um preço mínimo é determinado para um lote, e o participante que der o lance de maior valor arremata o bem (vence a compra).

O leiloeiro complementa: “Apesar de muitos não conhecerem bem e, até mesmo, terem uma certa insegurança, os leilões têm um processo transparente, disponibilizando todas as informações do certame (proprietário, situação do bem, lance mínimo etc.), por meio de um edital”.

Mesmo com as inconstâncias atuais na economia brasileira, é possível encontrar imóveis mais baratos para realizar o sonho da casa própria. Para isso, não se esqueça de pesquisar bastante, comparar as opções e de conferir as oportunidades em outras formas de venda, como o leilão.

Segue segundo release

Leiloeiro revela dicas imperdíveis para comprar apartamentos em Leilão

Comprar um apartamento em leilão pode ser uma opção segura e econômica, já que os valores tendem a ser muito menores do que os praticados no mercado em geral. Contudo, é preciso tomar alguns cuidados durante o processo para escolher aquele imóvel que atenda às suas necessidades e, ao mesmo tempo, tenha um bom custo-benefício.

Pensando nisso, o leiloeiro Antonio Sato, da Sato Leilões, mostra algumas dicas imperdíveis para você adquirir seu apartamento: “A primeira coisa que deve ser feita com atenção quando o assunto é comprar apartamento em leilão, é a leitura do edital. Afinal, todas as informações importantes sobre o bem estarão presentes nesse documento, como preço mínimo para lance, conservação do imóvel, formas de pagamento, taxas e impostos da transação etc.“

Antônio Sato também ressalta que é importante saber diferenciar os tipos de leilões antes de participar deles: “há dois tipos de leilão, o judicial e o extrajudicial. É preciso entender bem as diferenças antes de participar de cada um deles”.

O leiloeiro aponta as principais diferenças entre as modalidades:

• Leilão judicial: acontece quando o bem é leiloado para quitar alguma dívida de seu proprietário que está sendo cobrada em juízo;
• Leilão extrajudicial: nesse caso, o imóvel pode ter diversas origens, que pode ser particular ou alienação fiduciária. Desse modo, o bem é levado a leilão por falta de pagamento de um financiamento no banco, por exemplo.

Planejamento é fundamental

Quanto aos leiloes, o especialista revela que vale muito a pena e que esta é uma excelente forma de economizar: “Alguns procedimentos são importantes para aproveitar ao máximo a oportunidade. Pesquise os preços antes de comprar, determine o lance máximo para arrematar o bem para que você não se endivide e analise todas as formas de pagamento, pois alguns leilões permitem financiamento, utilização de FGTS, parcelamento, entre outras formas”.

Busque Imóveis Desocupados

Se possível, visite o imóvel antes de arrematá-lo. Vá com um profissional para que ele lhe ajude a verificar se o local necessita de reformas, e, caso seja preciso, faça um cálculo da média dos custos que serão arcados por você. Converse também com o síndico e vizinhos para conhecer as características da região e regras do condomínio. “Preste atenção à documentação para não ter dores de cabeça no futuro, verifique toda documentação do imóvel” conclui.

Conheça o imóvel

Siga as dicas, pesquise valores, veja toda documentação e conheça o imóvel. Assim você compra seu apartamento em leilão de forma segura e sem surpresas no final. O leiloeiro afirma: “hoje comprar imóvel em leilão é um investimento fácil econômico”.

você pode gostar também