As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Vigilante do Inpa é morto em troca de tiros com suspeitos armados, no AM

Luzivan Gonçalves dos Santos
Luzivan Gonçalves dos Santos

Do G1 AM

Um vigilante do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), localizado na Zona Sul de Manaus, foi morto durante uma troca de tiros com suspeitos que invadiram a sede do Instituto no fim da noite de domingo (19). Luzivan Gonçalves dos Santos é uma das 34 pessoas mortas a tiros em Manaus desde a sexta-feira (17).

Conforme o delegado titular do 3° Distrito Integrado de Polícia (DIP), Fernando Bezerra, seis homens invadiram a sede do Inpa. Os infratores, que teriam entrado pela mata, fugiram em um carro modelo Siena. A suspeita é de que eles quisessem roubar as armas dos vigilantes. Ainda conforme o delegado, a linha de investigação do é latrocínio – roubo seguido de morte.

O vigilante Cleibson Cruz, 24, também fazia a segurança do local quando o crime ocorreu, por volta das 23h. Ele disse que foi rendido pelos suspeitos.

“Eu estava fazendo a ronda em uma moto, quando eles pularam o muro e começaram a me agredir. O vigilante abriu a porta da cabine para atirar contra eles, ai eles trocaram tiros. Um dos bandidos foi ferido e ele [Santos] levou quatro tiros”, disse ao G1.

O amigo do vigilante, Emerson Batista, afirmou que Santos já havia sido vítima de assaltantes em maio do ano passado. Na ocasião, infratores invadiram o Inpa e roubaram armas utilizadas por seguranças que estavam no local.

O Inpa informou, por meio da assessoria de comunicação, que analisa medida para reforçar a segurança no local. Ainda conforme a assessoria, imagens do circuito interno de câmeras serão enviadas à polícia para ajudar nas investigações e identificação de suspeitos do crime.

O Sindicato dos Empregados em Empresas de Segurança e Vigilância de Manaus – (SINDEVAM) divulgou uma nota em repúdio contra a violência registrada na capital. Leia na íntegra:

NOTA DE REPÚDIO

Manaus vive um desgoverno. Nesse fim de semana, mais de 30 pessoas foram assassinadas. Entre elas, nosso companheiro Lucivan Gonçalves dos Santos, da empresa Amazonas Security. Ele estava de serviço quando foi assassinado. Os bandidos levaram a arma dele. Lucivan Gonçalves era pai de dois filhos e morava na zona norte.

Deixamos aqui nosso repúdio à essa onda de violência e o pedido de providências para que os culpados sejam punidos e se evite outros assassinatos de gente de bem.

Valderli Bernardo

Presidente do Sindicato dos Vigilantes de Manaus