As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Vôlei de Praia do JEAs chega ao fim com grande participação do interior

A tarde de segunda-feira (22/07) foi de decisões na categoria Juvenil do Vôlei de Praia dos Jogos Escolares do Amazonas (JEAs). No masculino, a dupla Arthur Andrade e Francisco Elias, de Boa Vista do Ramos, município distante 269 quilômetros de Manaus, foi a campeã sobre a Escola Nilton Lins. Já no feminino, Carla Nunes e Ana Paula Oliveira, representantes do Centro Educacional Recanto da Criança Interativo, em Manaus, venceram a equipe de Urucurituba, a 218 quilômetros da capital.

O secretário de Estado de Juventude, Esportes e Lazer (Sejel), Caio André de Oliveira, parabenizou os participantes das disputas. “Muito bom ver os atletas do interior chegando às finais do JEAs e disputando de igual para igual com as equipes da capital. Isso mostra a enorme quantidade de talentos em todo o estado e já estamos levando capacitação aos municípios para que o desporto cresça ainda mais”, disse o titular, que acompanhou os jogos e participou da cerimônia de premiação.

A competição, realizada pelo Governo do Amazonas, por meio da Sejel, em parceria com a Secretaria de Estado de Educação (Seduc), contou nesta modalidade com 50 equipes juvenis, sendo 22 femininas e 28 masculinas. Após dois dias de disputas, os campeões Arthur e Francisco, ambos estudantes do 3º ano do ensino médio da Escola Estadual Professora Gercília Barbosa, em Boa Vista do Ramos, estão com o sentimento de dever cumprido.

Francisco disse contou com dicas do parceiro que foram fundamentais para manter a concentração e vencer a disputa. “Comecei a treinar há pouco mais de um ano e o meu foco sempre foi esse, de chegar às finais do JEAs. Durante a disputa final, vencemos o primeiro set com um placar largo, mas perdemos no segundo. A dupla adversária era bem experiente e também estava com sede de vitória. Meu parceiro me pediu calma, deu uns toques e fomos trabalhando ponto a ponto. No fim, conseguimos vencer o terceiro e decisivo set e garantir a conquista desse título tão esperado”.

Já o experiente Arthur Andrade lembrou o histórico do JEAs, onde foi campeão em 2017 e, em 2018, acabou eliminado pela dupla da Nilton Lins. Com um novo parceiro, ele destacou o encerramento de suas participações no Jogos, com medalha de ouro. “Em 2018 fomos eliminados pela dupla vice-campeã desse ano. O Francisco veio para formarmos a dupla para 2019 e deu certo. Ele está em plena ascensão no vôlei de praia, tem um grande futuro e foi essencial para essa conquista. Saio do JEAs com o ouro e com a responsabilidade de representar bem o Amazonas nos Jogos Escolares da Juventude (JEJ)”.

No feminino, Carla Nunes e Ana Paula Oliveira, que cursam o 2º e 3º ano do ensino médio do Centro Educacional Recanto da Criança Interativo, respectivamente, conquistaram o título da competição ao derrotar a equipe da de Urucurituba, da escola Maria Arruda. Com essa vitória, a dupla aumentou o número de conquistas do Recanto da Criança, que agora acumula o pentacampeonato na modalidade. “As meninas de Urucurituba jogaram muito bem, foi uma partida difícil, mas buscamos a vitória e garantimos o título dentro de casa”, contou Carla.

Paula enfatizou todo o preparo para alcançar o objetivo. “Eu treino há mais de um ano com o intuito de vencer o JEAs. Foram muitos treinos e várias programações abdicadas, mas chegamos até aqui e erguemos a taça da primeira colocação. Mesmo feliz por essa conquista, sei que o trabalho continua. Precisamos continuar focadas e nos preparar ao máximo para competir na etapa nacional e trazer um bom resultado para o Amazonas”, afirmou Paula.

Destaque – As vice-campeãs urucuritubenses Renata Tavares e Adrineida Castro, de 15 e 17 anos, respectivamente, não esconderam o orgulho de poder representar a escola e o município. “Foi a primeira vez que disputei o JEAs no vôlei de praia e chegar à final foi bastante gratificante. Acredito que fomos melhores na partida, mas faltou um pouco de experiência. Ainda sim, para mim foi como se tivesse conquistado a medalha de ouro”, explicou Renata.

“Estamos felizes de poder levar o nome de Urucurituba e da Escola Maria Arruda para o pódio. Lutamos muito para chegar até aqui e a segunda colocação veio com um gosto enorme de ouro e de superação. Essa conquista só confirmou que temos bons atletas no município e que podemos representar muito bem o lugar de onde viemos”, completou Adrieida.

Desenvolvimento – O coordenador da modalidade no JEAs, Tadeu Picanço, ressaltou a grande participação das cidades do interior nas fases decisivas. “O torneio chegou às semifinais com três equipes do interior no masculino e duas no feminino. É um marco que descreve o enorme potencial desses atletas e o quanto eles podem crescer e se desenvolver no esporte. São números que alegram, uma vez que fica claro o aumento da quantidade de adeptos que estão praticando o vôlei de praia”, ressaltou.

Foto: Mauro Neto / Sejel