Muitas escolas voltam às aulas já neste mês de janeiro. Por isso, os pais e responsáveis devem ficar atentos ao peso da mochila escolar. De acordo com o INTO, Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia, a mochila que será transportada pela criança não pode ultrapassar mais de 10% do peso corporal. O ortopedista especialista em coluna do Into, Luiz Eduardo Carelli, alerta para os riscos de carregar material escolar em excesso.

“Se usar o material escolar ou o peso excessivo e de uma forma inadequada também, vai acontecer, causar contratura muscular, escoliose por dor na musculatura que pode dar dor na criança, desconcentrar nas atividades escolares e até dar algum tipo de deformidade postural, que deve ser evitada. Até adulto que também usa mochila, vai requerer o afastamento do trabalho ou vai necessitar de fisioterapia e um cuidado médico, para poder reabilitar de uma forma mais precoce.”

O bombeiro civil ,Gelson Paulino Bezerra, conta que a filha de seis anos usa um modelo de mochila com rodinhas para evitar o peso das costas.

Segundo o ortopedista especialista em coluna do Into, Luiz Eduardo Carelli, mesmo os modelos de mochilas com rodinhas podem prejudicar a coluna se não forem usadas adequadamente.

“Mochila de roda deve carregar ela, ajustando a alça de carregar próximo da altura da cintura da pessoa. Às vezes tem adulto que também precisa usar esse tipo de mochila de roda. Isso vai evitar que ela faça muita torção do tronco para carregar ou que tenha que dobrar a coluna lateralmente para carregar e evitando transtornos musculares e formas de lombalgia, que é a dor lombar, de uma forma geral. Então, usar sempre com os ombros nivelados para que não ocorra o desnivelamento dos ombros tendo que abaixar muito a mão para puxar essa mochila de roda.”

Segundo a Organização Mundial da Saúde, aproximadamente 80% da população mundial sofrerá pelo menos um episódio de dor na coluna durante a vida devido aos maus hábitos posturais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here