Take a fresh look at your lifestyle.

Wilson Lima acaba com cinco secretarias extraordinárias em menos de 100 dias de governo

-publicidade-

Governador extinguiu secretarias extraordinárias, uniu SPF e Seinfra, e colocou o vice na Casa Civil

O governador do Amazonas, Wilson Lima, começou a reforma administrativa do executivo estadual em menos de 90 dias. Ele já decidiu que vai extinguir as secretarias extraordinárias de Política Fundiária (SPF), que vai ser incorporada pela Secretaria de Infraestrutura (Seinfra), a Secretaria de Planejamento, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação (Seplancti) que se incorporar a Agência Amazonense de Desenvolvimento Econômico (AADES).

“Estamos otimizando a máquina pública estadual; com isso reduzindo custos e buscando aprimorar serviços”, disse o governador.

Wilson Lima também decidiu fazer a troca de alguns secretários de Estado, entre eles do vice-governador, Carlos Almeida, que deixa a Secretaria de Saúde e passa a ser o chefe da Casa Civil.

Leandro Benevides, que estava na Casa Civil, assume o Escritório da Representação do Amazonas em São Paulo e o doutor em saúde pública pela Fiocruz, Rodrigo Tobias, assume a Susam.

“Saúde é prioridade neste governo, tanto que, ao chegar, coloquei a segunda pessoa mais importante da administração para assumir a função de secretário de saúde. Carlos Almeida cumpriu um papel fundamental e, agora, vem pra junto de mim para ajudar a fazer as mudanças necessárias e estruturais em todas as outras pastas”.

Os secretários extraordinários Marcelo Alex e Luís Mario Bonates foram exonerados, da mesma forma que a secretária Keit Maciel. O presidente da AADES, Mike Ezequias dos Santos, também deixa a equipe de governo.

“As outras mudanças são necessárias por conta da extinção das secretarias extraordinárias e a incorporação da SPF pela Seinfra e da AADES pela Seplancti. Estamos preparando e melhorando a estrutura do governo para tornar a administração mais eficiente”, disse Wilson Lima.

-publicidade-