Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

Wilson Lima destaca aprovação do projeto do Distrito Bioagroindustrial da Amazônia

Iniciativa intergovernamental vai estimular a bioeconomia e a agroindústria no estado

Durante a 295ª reunião do Conselho de Administração da Suframa (CAS), realizada nesta quinta-feira (03/12), na sede da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), zona sul da capital, o governador Wilson Lima destacou como um avanço na política de desenvolvimento regional a aprovação do projeto do Distrito Bioagroindustrial da Amazônia, uma iniciativa do Governo do Estado em parceria com o Governo Federal e a Prefeitura de Rio Preto da Eva.

Wilson Lima afirmou que o Distrito Bioagroindustrial, que será implantado no município de Rio Preto da Eva (a 78 quilômetros de Manaus) vai estimular a atividade agroindustrial e a bioeconomia como bases para geração de emprego e renda no interior, sobretudo na região metropolitana de Manaus.

Batizado de Darpe, o projeto vai desenvolver potenciais econômicos da região, em segmentos como pesca; movelaria; biojoias; extratos naturais; óleos vegetais e fitoterápicos; além do cultivo de banana, açaí, laranja, mandioca e outras frutas; criação de suínos, bovinos, aves e peixes.

A expectativa é que, até 2025, pelo menos 50 agroindústrias se instalem no Darpe, gerando cerca de 10 mil empregos diretos e envolvendo mais de 5 mil famílias de agricultores. Wilson Lima destacou que o projeto vem somar com os demais investimentos já apoiados pelo Governo do Amazonas para o crescimento econômico no chamado “corredor de desenvolvimento”, na rodovia AM-010, que inclui os municípios da região.

“Agora temos a aprovação de uma etapa importante do Distrito Bioagroindustrial do município de Rio Preto da Eva, que também vai fazer parte dessa construção de desenvolvimento de atividades econômicas no corredor da AM-010. Ele faz parte desse corredor da AM-010, cujo projeto de modernização da rodovia já está avançado na Caixa Econômica Federal, pois temos depositados R$ 220 milhões, que é resultado de uma emenda parlamentar, e a outra parte será complementada pelo Governo do Estado”, destacou Wilson Lima.

O governador também destacou a logística fluvial e outras potencialidades de municípios vizinhos. “Temos ainda, no município de Itacoatiara, um calado que permite a navegabilidade de grandes embarcações e por ali passam parte da soja e outros produtos do Mato Grosso. Em Silves temos a exploração de gás por parte da Eneva, e a partir de abril já saem os primeiros carregamentos. Em Itapiranga há a possibilidade da exploração do potássio, que já está sendo estudado pela Potássio do Brasil”, pontuou.

Mais desenvolvimento – O titular da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti), Jório Veiga, ressaltou a importância da aprovação de novos projetos que vão garantir empregabilidade e desenvolvimento para a população do estado.

“Temos dado mais um passo na direção de trazer mais investimentos para o Amazonas, com empresas com investimentos na ordem de mais de R$ 1 bilhão, trazendo a nova tecnologia e a utilização de metais preciosos, semipreciosos, metais especiais também, bastante importante para a geração de empregos”, ressaltou o secretário.

Incluído no Plano Regional de Desenvolvimento da Amazônia (PRDA) para o período 2020-2023, o Darpe envolve uma rede de órgãos públicos que inclui a Sedecti, Suframa, Companhia de Desenvolvimento do Amazonas (Ciama), as Secretarias de Estado de Produção Rural (Sepror) e de Meio Ambiente (Sema) e instituições de fomento e pesquisa.

CAS – Nesta última reunião de 2020 do CAS, foram aprovados 14 projetos industriais e de serviços, sendo quatro de implantação e 10 de ampliação, atualização e diversificação, que somam investimentos de R$ 2 bilhões, e preveem a geração de 1.012 postos de trabalho.

Foto: Herick Pereira/Secom

-publicidade-