Wilson Lima entrega R$ 55 mil em equipamentos para instituição que atende mulheres vítimas da violência doméstica em Tabatinga

As entregas realizadas pelo Governo do Estado também beneficiam crianças e adolescentes acolhidas pela instituição

O governador Wilson Lima entregou, nesta sexta-feira (09/07), equipamentos para a Associação Mulheres Pérolas de Tabatinga – Mais Amor, do município de Tabatinga (a 1.108 quilômetros de Manaus). A instituição acolhe mulheres, crianças e adolescentes vítimas de violência doméstica. As entregas, no valor de R$ 55.930,00, são oriundas de edital do Fundo de Promoção Social e Erradicação da Pobreza (FPS) para o setor social.

O governador Wilson Lima visitou as instalações da instituição que, a partir das entregas do Governo do Amazonas, passará a contar com uma melhor estrutura de atendimento. Também com as doações, a associação irá oferecer cursos profissionalizantes para que as mulheres atendidas pela instituição possam encontrar formas de obter autonomia e gerar renda própria.

“É importante essa ajuda que nós damos a essas ONGs, porque elas estão lá na ponta e chegam a pessoas que nem sempre o poder público consegue chegar. E são instituições que não pararam, apesar da pandemia, elas continuaram trabalhando, porque continuaram sendo demandadas por pessoas que necessitam daquela ajuda diariamente”, destacou Wilson Lima

Entre os materiais entregues pelo governador Wilson Lima, constam cadeiras escolares, quadro branco, fogão, geladeira, impressoras, nobreaks, projetor, televisores 32 polegadas, bebedouros, freezer, condicionadores de ar 75 mil BTUS, Split 9 mil BTUS, beliches, colchões, máquina de lavar e aparelho DVD.

“Isso é de grande importância para a associação, porque nós fazemos acolhimento de mulheres vítimas de violência e estávamos realmente precisando. Estávamos precisando arrumar os quartos para poder dar mais conforto, para poder acolher as mulheres realmente como elas merecem ser acolhidas”, disse Aldenora Magalhães, presidente da associação.

Entidade – Atualmente a associação atende 61 pessoas em situação de vulnerabilidade social, de forma direta, divididas em 35 mulheres, 10 crianças e 16 adolescentes, além de 270 pessoas, indiretamente; ajuda no fortalecimento da convivência familiar e na autoajuda para as pessoas atendidas; trabalha a parte social dos beneficiados, ressaltando seus direitos e deveres a respeito de seu verdadeiro papel na comunidade, para o pleno exercício da cidadania.

FOTO: Arthur Castro/Secom