33.3 C
Manaus
quarta-feira, fevereiro 21, 2024

Wilson Lima Lança ‘Amazonas 2030’ na COP 28 para Combater Desmatamento

Durante a 28ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP 28) em Dubai, o governador do Amazonas, Wilson Lima, apresentou o inovador Programa Amazonas 2030. O programa tem como objetivo primordial alcançar o desmatamento líquido zero no estado até 2030, reforçando as ações já em execução e implementando novas medidas para preservar as florestas e promover o desenvolvimento sustentável.

O Amazonas 2030 pretende arrecadar R$ 1 bilhão em 2024 pela venda de créditos de 809,6 milhões de toneladas de carbono equivalente (tCO2e), obtidos a partir de reduções de emissões entre 2006-2015. Esse financiamento será crucial para implementar as propostas do programa, incluindo a criação do Programa Jurisdicional de REDD+ (Redução de Emissões por Desmatamento e Degradação florestal) do Amazonas.

Wilson Lima enfatizou a importância de gerar oportunidades de renda e combater a pobreza, ressaltando que sem erradicar a pobreza, a preservação das florestas é um desafio ainda maior. Para garantir a segurança jurídica e atrair projetos voluntários alinhados ao programa, o estado está fortalecendo seu arcabouço legal.

O Programa Amazonas 2030 abrange vários eixos de atuação, incluindo a mitigação das mudanças climáticas e a conservação e desenvolvimento sustentável. Um Plano de Trabalho será desenvolvido, detalhando metas, órgãos envolvidos, parceiros e mecanismos de acompanhamento. Além disso, 22 projetos alinhados aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU já estão em andamento no estado.

Entre os projetos destacados estão o Plano de Ação para a Prevenção e Controle do Desmatamento na Amazônia Legal, o projeto Escola da Floresta, o Programa Guardiões da Floresta, ações de segurança alimentar, e iniciativas focadas em energias renováveis e infraestrutura logística regional.

O governo do Amazonas já investiu cerca de R$ 1,2 bilhão com recursos próprios em ações alinhadas ao Amazonas 2030, demonstrando um forte compromisso com a transição para uma economia de baixas emissões. O programa também busca engajar países desenvolvidos na responsabilidade compartilhada de financiar iniciativas que combatam tanto o desmatamento quanto a pobreza em regiões vulneráveis.

O Amazonas, sendo o maior estado do Brasil e detentor da maior floresta do mundo com 97% da cobertura natural conservada, desempenha um papel crucial na luta global contra as mudanças climáticas e na preservação da biodiversidade.

Foto: Diego Peres / Secom

spot_img