Wilson Lima leva pacote de medidas para beneficiar pescadores de São Paulo de Olivença

O governador Wilson Lima levou, nesta sexta-feira (09/07), por meio da Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror), um pacote de medidas para beneficiar os pescadores do município de São Paulo de Olivença, entre elas, 1.758 cestas básicas. Além disso, foram entregues 40 conjuntos de apoio à pesca artesanal e 26 certificados da oficina de beneficiamento do pescado.

A ação faz parte do termo de cooperação técnica entre Governo do Estado, Ministério da Cidadania (MC), Superintendência Federal da Agricultura (SFA), Ministério da Agricultura e Pecuária e Abastecimento (MAPA) e Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

As cestas foram doadas a pescadores artesanais que possuem o Registro Geral da Pesca (RGP) da Colônia Z-46 e do Sindicato dos pescadores de São Paulo de Olivença, afetados pela pandemia e cheia dos rios. Já os conjuntos de apoio à pesca artesanal foram entregues para pescadores que participaram do edital de chamamento público 01/2021, da Sepror.

As entregas fazem parte da Operação Enchente 2021, que visa auxiliar as pessoas afetadas pela cheia e minimizar os prejuízos causados pelo fenômeno natural. Para o governador Wilson Lima, as cestas vão dar um amparo a muitas famílias.

“É um auxílio a quem está precisando, que ficou sem renda. Tem pessoas que podem ficar três, quatro meses sem trabalhar, mas aqui é diferente. Tenho consciência da minha missão e vou continuar trilhando esse caminho”, garantiu o governador do Amazonas.

A pescadora Elenilce Costa foi uma das beneficiadas. Ela conta que a cesta básica vai ajudar na alimentação das oito pessoas da família, que dependem da pesca. “A gente ia para a batalha da pesca e quando voltava não tinha para quem vender e o peixe ficava só para nosso alimento. Estas cestas foram uma benção, agradeço a Deus, ao governador”, afirmou a pescadora.

Conjunto de pesca artesanal – Cada conjunto é composto por uma caixa de isopor de 170 litros; uma lanterna de LED resistente a água; um terçado médio; uma garrafa térmica de 1,8 litros; um chapéu de palha com aba de 15 centímetros.

Na ocasião, foram entregues 26 certificados para os pescadores, feirantes, donos de restaurantes e empreendedores do setor, que participaram da Oficina de Beneficiamento do Pescado, ministrada por servidores da Sepror.

FOTO: Bruno Zanardo/Secom