As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Wilson Lima recebe embaixador da Dinamarca e apresenta projetos sustentáveis no Amazonas

O governador do Amazonas, Wilson Lima, apresentou a uma comitiva de autoridades do parlamento dinamarquês e ao embaixador da Dinamarca, Nicolai Prytz, projetos sustentáveis desenvolvidos no Amazonas. O grupo visitou, na quinta-feira (21/11), a comunidade Tumbira, que fica na Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) Rio Negro, gerida pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema).

“Há um interesse muito grande das pessoas com relação à Amazônia, e o que eu tenho defendido é que se tem que vir ao Amazonas para entender a nossa realidade, para entender o que nós vivemos no nosso dia a dia e qual a realidade do caboclo”, disse o governador ao desejar boas-vindas ao grupo dinamarquês.

Primeiro eles se reuniram na sede do Governo do Amazonas, na Compensa II, zona oeste da capital, onde o governador apresentou um panorama da situação ambiental do estado e as estratégias de promoção do desenvolvimento sustentável.

Em seguida, Wilson Lima, acompanhado do titular da Sema, Eduardo Taveira, e do presidente da Fundação Amazonas Sustentável, Virgílio Vianna, visitaram a comunidade Tumbira.

O grupo conheceu a escola da comunidade, que tem aulas por meio do ensino mediado por tecnologia, oferecido pela Secretaria de Educação e Desporto do Amazonas (Seduc). Também conheceram as sessões de telemedicina realizadas em parceria com a Universidade do Estado do Amazonas (UEA) e conversaram com lideranças comunitárias.

O governador Wilson Lima destacou que a RDS Rio Negro é modelo de equilíbrio ambiental. “O que o Estado está fazendo, juntamente com algumas ONGs e também com a iniciativa privada, naturalmente, é que as pessoas que estão aqui protejam, mas que acima de tudo, essas pessoas tenham algum tipo de atividade econômica e que elas possam desenvolver algumas cadeias produtivas. Aqui nós temos o manejo da madeira, e essa madeira aqui que é extraída, ela só pode sair daqui quando ela é beneficiada. Ou seja, sai daqui uma cadeira, uma mesa”, afirmou ele, ao ressaltar que a atividade agrega valor, beneficiando diretamente as famílias que vivem na comunidade.

Segundo o secretário estadual de Meio Ambiente, Eduardo Taveira, a renda da comunidade melhorou e ela passou também a desenvolver o turismo de base comunitária a partir do momento que se organizou para receber os turistas.

“O Tumbira é um grande exemplo de parcerias, de ação conjunta do Governo do Estado, para que a gente possa ter uma melhoria concreta da renda das pessoas. Só aqui, nessa comunidade, a renda já foi incrementada em mais de 40% ao longo dos anos, com as atividades investidas pelo Governo do Estado, em cinco principais cadeias produtivas”, disse o secretário.

O Governo do Amazonas quer trabalhar ainda mais projetos sustentáveis dentro das Unidades de Conservação. Em parceria com o Governo Federal, estão previstos investimentos de R$ 900 milhões em 24 unidades de conservação dessa categoria para o ano que vem, no intuito de fortalecer a participação da comunidade, mas também investindo em cadeias produtivas que são exclusivas para reservas como essa; como manejo de pequena escala, os manejos florestais, manejo de pirarucu, manejo de quelônios e outras atividades que são facilitadas, pelo fato de ser uma Reserva de Desenvolvimento Sustentável.

Para a presidente da comunidade Tumbira, Izolena Garrido, a visita dos dinamarqueses e do próprio governador gerou uma expectativa para o desenvolvimento de novos projetos.

“A tradição milenar do ser humano é sempre tirar da natureza e nem sempre devolver. Na concepção do cuidar na natureza, cuidar com a natureza, você também fica com essa parceria de tirar dela e devolver para ela. É uma educação continua, diária e de uma importância maior que as outras porque no momento que você precisa comer, beber, respirar… E precisa dos quatro elementos da natureza, você precisa saber o que fazer com tudo isso, o que está fazendo com ela e o que vai poder tirar dela se você não cuidar. É uma reeducação humanitária ou humana, humanizando o povo para manter esse equilíbrio”, disse a líder comunitária.

O governador Wilson Lima, ao término da visita, disse que o Amazonas agora é um alvo dos governos europeus, e isso tem sido algo muito positivo, segundo ele. O Amazonas já recebeu em torno de 40 representantes internacionais.

“Eles vêm tentando saber qual é a posição do Governo do Estado a respeito da conservação ambiental. Tem as questões relacionadas à composição ou não de um novo fundo, do próprio Fundo Amazônia. Mas, o mais importante é que, antes de fazer qualquer parceria com o Governo do Estado, esses países venham aqui e entendam o papel que têm as pessoas que moram aqui nas unidades de conservação e o que é esse desenvolvimento sustentável”, disse Wilson Lima.

FOTO: Diego Peres/Secom

você pode gostar também