Zé Dirceu vai ao Supremo Tribunal Federal contra mensagem que o acusa de chantagear Barroso

O ex-ministro da Casa Civil José Dirceu do PT acionou o Supremo Tribunal Federal (STF) para investigar declarações de que ele estaria chantageando o ministro Roberto Barroso.

No início de julho, um blog disse que José Dirceu teria vídeos comprometedores de Barroso e que estaria usando o material para ter decisões favoráveis. A publicação ocorreu após o presidente Jair Bolsonaro publicar uma série de mensagens nas redes sociais, insinuando que ele próprio estaria sendo perseguido por uma autoridade que está sendo chantageada.

“Em uma narrativa absolutamente desvairada, divulgada inicialmente em blogs obscuros da internet e, infelizmente, amplificadas pelo perfil de rede social do Exmo. Presidente da República, as fake news dão conta da estapafúrdia e abjeta ideia de que o peticionário estaria chantageando ministros dessa Corte, mediante vídeos de conteúdo fantasioso e absolutamente inverossímil, no intuito de obter decisões que lhe fossem favoráveis”, diz a defesa de José Dirceu ao Supremo.

“O discurso de ódio contra as instituições democráticas brasileiras, disseminado por número indeterminado de pessoas, em redes sociais, grupos de troca de mensagens, é flagrantemente criminoso, impondo a adoção de medidas enérgicas dessa Suprema Corte, de forma a revelar seus autores, intelectuais e mediatos, expor suas mentiras e restaurar a credibilidade das instituições democráticas, as quais, não podemos nos enganar, são alvo dessa ação criminosa”, diz o outro trecho do pedido. Fonte Gazeta Brasil