Take a fresh look at your lifestyle.

Zona Norte ganha árvore de material reciclável

-publicidade-

O “Natal do Abraço”, programação natalina da Prefeitura de Manaus, presenteia a cidade com mais uma grande árvore. Com 10 metros de altura e 20 de diâmetro, a árvore de Natal localizada no encontro das avenidas Max Teixeira com Torquato Tapajós, na entrada da Cidade Nova, zona Norte, foi iluminada nesta quarta-feira, 2/12. De autoria da artista plástica Rosa dos Anjos, a árvore possui formato de pinheiro e foi confeccionada com mais de 20 mil garrafas PET.

Assim como nos últimos três anos, a árvore de Natal da avenida Max Teixeira, deste ano, contou com o trabalho de catadores de material reciclável. Presidente do Fundo Manaus Solidária, a primeira-dama Elisabeth Valeiko Ribeiro ressalta a importância de fomentar a economia criativa e de valorizar os artistas regionais em momentos tão significativos, como é o Natal, medidas reforças na gestão do prefeito Arthur Virgílio Neto.

“Desde o primeiro ano, em 2017, quando a Rosa apresentou a proposta da árvore de Natal reciclável, Arthur e eu abraçamos a ideia. Esse trabalho, como tantos outros realizados no âmbito da Prefeitura de Manaus, valoriza a matéria-prima que iria parar no lixo. Com isso, o material ganha nova utilidade e em vez de poluir a cidade, a torna bela e nos transmite mensagens de amor e esperança, além de nos alertar sobre a importância da reciclagem de materiais. Nosso ‘Natal do Abraço’ ganha ainda mais beleza com esse trabalho artístico”, afirmou a primeira-dama.

Segundo a artista plástica, Rosa dos Anjos, a árvore de Natal deste ano foi pensada para que fosse algo simples, tradicional e que remetesse de imediato aos sentimentos natalinos. “Estamos em um ano atípico e repleto de significados. Pensamos no formato de pinheiro para que fosse algo bem tradicional, para que quando as pessoas olhem para ele possam lembrar da infância, de momentos com a família, de alegrias. Acho que todos estamos precisando ter bons sentimentos, boas recordações, estar perto da família. Nosso pinheiro é coberto de pisca-piscas e é iluminado tanto por dentro quanto por fora”, resumiu.

Economia criativa

O pinheiro do “Natal do Abraço”, segundo Rosa, envolveu direta e indiretamente o trabalho de mais de 120 pessoas, entre catadores de material reciclável, integrantes da ONG Superação, profissionais de metalurgia, elétrica e artistas plásticos. “Nosso trabalho todo é manual. O material catado passa por higienização e depois partimos para o manual, com separação, corte e montagem de peças”, disse.

Ainda segundo ela, a matéria-prima veio da cooperativa de catadores Recicla Manaus e todo o trabalho manual de separação e corte foi feito pela ONG Superação. “São jovens, adultos e idosos que estavam há muitos anos sem trabalho e que, na pandemia, encontraram na economia criativa uma nova oportunidade de ocupação profissional, uma oportunidade de recomeçar. Sou muito grata ao ‘Natal do Abraço’, à prefeitura, por nos permitir desenvolver um trabalho voltado para a questão social, ressaltando a importância da economia criativa e que enaltece também nosso trabalho cultural. Para mim, como artista, o Natal do Abraço tem muito valor”, finalizou.

Texto – Michele Gouvêa / Fundo Manaus Solidária

Foto – Ingrid Anne / Semcom

-publicidade-